Arquivo da categoria: Crônica

Perdas de guerra

Orgulho e Paixão (The Pride and the Passion, EUA, 1957), de Stanley Kramer. Em 1810, as tropas francesas de Napoleão invadem a Espanha. Um grupo de rebeldes, liderados por Miguel (Frank Sinatra), atravessa 100 quilômetros do país transportando um canhão … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Marcado com , , | Deixe um comentário

Abandono

Maria entrou no quarto e deixou a toalha cair. Gesto para o flagrante de uma câmara de cinema se ela fosse alguns anos mais jovem. Talvez até seu marido, estendido na cama, a desvendasse com um olhar antigo. Ela enxugou … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

Tempestade

Chovia. Quando entrei no ônibus, o barulho na lataria insinuava uma chuva forte, típica pancada de verão. Da minha casa até o local de encontro com Cristiane, o ônibus gastaria cerca de 10 minutos. Domingo à tarde, o calor afugentava … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

Olhando para o céu

O pai e a mãe acordaram os filhos de madrugada. Traziam uma expressão de novidade e fascínio. Andamos até a rua de cima. Vários amigos já estavam aguardando, alguns com colchas e cobertores nas costas. Não me lembro exatamente o … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

Love me tender

Denise estava deitada na cama, o rosto voltado para cima, os longos cabelos castanhos espalhados no travesseiro, emoldurando suas faces claras ainda marcadas pelo choro que entrara pela noite. Em alguns momentos, as lágrimas se transformaram quase em convulsões, mas … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

Sol na pele

O sol bateu no meu rosto naquele amanhecer de verão. Sempre que sinto este calor dos raios na pele, lembro-me dos conselhos da dermatologista, soando em meus ouvidos como determinação: “evite sol na pele, principalmente nos braços.” Há tempos sofro … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

A menina dos olhos distantes

O vento entrou pela janela aliviando por segundos a temperatura deste setembro quente como há muito não se vê. A sensação térmica parece grudar o ar da noite em minha pele para sempre, como manchas de sol que não se … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário