Bingo: o rei das manhãs

O cinema brasileiro se debruçou com louvor sobre personagens que fizeram a história da nossa televisão, da nossa cultura pop. Hebe – A estrela do Brasil (2019), Chacrinha – O velho guerreiro (2018) e Bingo: o rei das manhãs (2017) recriam parte da biografia de ícones da telinha. 

Vladimir Brichta interpreta Arlindo Barreto, mais famoso intérprete do palhaço Bozo no programa que encantou as crianças na década de 80. Por contrato, Arlindo Barreto não podia revelar a identidade por trás do palhaço. A narrativa acompanha sua obsessão em busca da fama, tentando bater no ibope uma certa rainha dos baixinhos e provar a si mesmo e aos executivos seu talento. Na vida pessoal, são retratados seus dramas pessoais com o filho, que se sente abandonado, seu envolvimento com mulheres, álcool e drogas. 

Os bastidores da criação de programas na crescente indústria televisiva da época, movida a números do ibope, revelam a cruel pressão a que são submetidos os artistas. Vladimir Brichta é destaque do filme, entregando um personagem engraçado, tenso, deprimente. 

Bingo: o rei das manhãs (Brasil, 2017), de Daniel Rezende. Com Vladimir Brichta, Leandra Leal, Tainá Muller, Augusto Madeira, Ana Lúcia Torre. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s