Arquivo do mês: janeiro 2019

O triste adeus do revolucionário

Uma de minhas leituras recentes mais tristes e perturbadoras foi O homem que amava os cachorros. O cubano Leonardo Padura usa da narrativa paralela para contar a história de Leon Trotsky e Ramón Mercader até colocar frente a frente, na … Continuar lendo

Publicado em Crítica | Marcado com | Deixe um comentário

Cinema: arte ou comunicação

Continuo a reflexão do post anterior sobre cinema como arte. Syd Field defende no célebre livro Manual do roteiro uma ideia do cineasta Jean Renoir: a de que o cinema é muito mais um meio de comunicação do que arte. … Continuar lendo

Publicado em Crítica | Marcado com | Deixe um comentário

Arte nas telas de cinema (ou não?)

A conclusão de Jacques Aumont, no final do livro As teorias dos cineastas, é uma dúvida: “Resta-me fazer uma confissão: não tenho, afinal, muita certeza de que o cinema seja uma arte. Ele se preocupou demais em provar que ia … Continuar lendo

Publicado em Crítica | Marcado com | Deixe um comentário

Love me tender

Denise estava deitada na cama, o rosto voltado para cima, os longos cabelos castanhos espalhados no travesseiro, emoldurando suas faces claras ainda marcadas pelo choro que entrara pela noite. Em alguns momentos, as lágrimas se transformaram quase em convulsões, mas … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

Sob o calor dos desejos

A noite do iguana (Night of the iguana, EUA, 1964), de John Huston. A história se passa no calor do México. Ou no calor que os estrangeiros sentem ao chegar ao México. Richard Burton é Lawrence Shannon, um ex-pastor alcoólatra. … Continuar lendo

Publicado em Crítica | Marcado com , | Deixe um comentário

A greve, o líder, o filme

1979. Um adolescente acaba de sair do seu trabalho como office-boy e se encaminha para o programa favorito no início da noite: pegar uma sessão de cinema, neste dia, no Cine Jacques. Perto da portaria do cinema, é surpreendido por … Continuar lendo

Publicado em Crítica | Marcado com | Deixe um comentário

Sol na pele

O sol bateu no meu rosto naquele amanhecer de verão. Sempre que sinto este calor dos raios na pele, lembro-me dos conselhos da dermatologista, soando em meus ouvidos como determinação: “evite sol na pele, principalmente nos braços.” Há tempos sofro … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário